29 de maio de 2008

INQUIETUDE E PIROLITOS

Hoje estou inquieta, insatisfeita, sinto que me falta algo ou que algo me foge…não consigo definir. Para além do estado de espírito, existe também uma falta fisiológica…a de guloseimas. É verdade, ando doida, DESVAIRADA sem um único docinho em casa. Estes apetites são geralmente nocturnos por isso não me lembro deles durante o dia e há vários dias que a situação se repete sem que me vá abastecer de bolachas, chocolates ou qualquer coisinha doce que se trinque. A vontade de doces é tanta que até já ataquei os rebuçados peitorais do Dr. Bayar (?).


Ontem uma colega ofereceu-me um pirolito daqueles de açúcar (não confundam com as gasosas!) que por sua vez lhe tinha sido oferecido por um aluno do 1º ciclo. Deve ser boa a sensação de se ser premiada com um pirolito feito pela avó de um aluno…é uma verdadeira demonstração de afecto… Que contentamento, um daqueles pirolitos caseiros que se colam aos dentes e são tremendamente doces…só tinha um senão, era amarelo!




Os pirolitos da minha infância eram vermelhos e esticavam à medida que iam derretendo na boca…hummmm, deliciosos!

Lembram-se dos pirolitos ou já são da geração

Chupa Chups?

6 comentários:

Andarilho disse...

Eu não gosto muito de chupa-chupas, rebuçados, gomas ou essas coisas. Prefiro chocolate de leite, sem amêndoas ou arroz tufado ou passas... puro! Como, sempre que tenho, uma tablete inteira de seguida, embora esteja sempre a estabelecer metas: como mais esta filinha e depois guardo para amanhã, depois só mais esta filinha....

Óbvio que não sou da geração dos pirolitos. Essa designação só a lia nos livros do Tio Patinhas que "papava" todos.

Beijos.

SRRAJ disse...

Eu sou da geração dos pirolitos, e como sou uns anitos mais nova que o Andarilho ...
O problema na época é que eu passei a minha infância na Alemanha. Portanto, pirolitos só no Verão mesmo.
Nunca mais comi tal iguaria ...
Beijo

Ana GG disse...

Respostas ao Zé e à Sandra:
Zé...deixa de ser mentiroso! Não és da geração dos piroloitos e eu sou a Madre Teresa de Calcutá!
Ainda a propósito...no Brasil são picolés, deixa-te de invenções!
Somos tão parecidooooossssss, também adoro chocolate em barra, e estabeleço metas que falham. Mas prefiro com amêndoas, avelas, passas e tudo o resto.

Sandra, tu sim és uma mulher honesta, sem preconceitos relativos à idade, além de que os pirolitos não são assim tão velhos! Os pirolitos sabem melhor no Verão, eu comia-os nas feiras...que iguaria, podes crer!

Beijos "doces" para os dois

Ana GG disse...

Andarilho disse...
Eu nunca chamei pirolito a um chupa-chupa. Como te digo, no Brasil ainda hoje eles chamam pirolitos. O Gongom até adorou o termo. Estás um bocado equivocada quanto ao termo picolé, Ana. Eu sou tão bondoso, tão bondoso, tão, tão, tão... que até vou dar uma explicaçãozinha aqui, em pleno local de comments. E ainda por cima, À BORLA, vê tu bem!!! Ora bem, estás pronta? Papel e caneta na mão para tirares os apontamentos todos? Vá lá... eu espero.... Pronto! A postos??? Vou então explicar:

EXPLICAÇÃOZITA:
Picolé é um termo que nada tem a ver com pirolito. Picolé é o nome que os Brasileiros dão aos gelados (sorvetchiiiiiiii) de gelo que têm pauzinho. Aos outros, aqueles que têm cone de bolacha e que são de máquina, eles usam o termo "casquinha" ou, traduzinho, "cásquiiiinha"! Todos eles, picolés ou casquinhas, se poderão denominar sorvetchiii, NUNCA pirolito.

Entendido??? LOL

Beijos.

Cafépreto.Net disse...

Gosto de Chupa-Chups, sou mais novo.

Ana GG disse...

Cafépreto

AHAHAHAHAH

Os Chupa-Chups nem chegam aos calcanhares dos pirolitos. É uma das vantagens de se ser mais velho...não é para todos!

;)


obrigada pela visita!

pessoal que gosta de estar a par destas andanças

facebokiANOS a par desta coisa