1 de fevereiro de 2011

observâncias mudas de mim


Gosto de observar as pessoas em silêncio, gosto inclusive de tecer comentários mudos e cerebrais, confesso que por vezes um tanto mesquinhos – “Credoooooo, parece um chouriço com este casaco”, “Coitado, que figurinha!”, Caramba, és aquilo que se pode chamar uma verdadeira idiota!” – quando o caso está mal parado chego mesmo a ofensas verbais do tipo “Que filho da put@ me saíste ó otário”. Para além destas, e apenas entre mim e o meu cérebro, desfila por vezes um rosário de afirmações poéticas do género.
Em suma, são comentários egoístas, poderiam ser diálogos, não fosse o acaso de serem mudos e ficarem confinados ao meu cérebro.

Observo o que mexe e o inanimado, comento comigo o belo e o feio numa surdina que raramente chego a partilhar.
Passo dias e dias que falo mais comigo do que com os outros…tenho preguiça de deitar conversas para fora, sabe-me bem conversar para dentro.

Gosto ainda das expressões, dos trejeitos, de arregalares de olhos, de mãos nervosas e agitadas…de falas com o corpo, de indícios de vida…

Em contrapartida, e porque geralmente há sempre um reverso da medalha, são raras as vezes que me consigo manter calada em situações que não me dizem respeito…meto o bedelho, opino, chego até a intrometer-me no pacato trivial das conversas alheias de fila de supermercado ou de locais de espera – “Uiiiii, se está cara a gasolina!”, “Também me aconteceu o mesmo!”, “Está um frio que não se aguenta!” - e por aí fora, porque esta boca às vezes desobedece-me e parece uma matraca...nem sempre a consigo conter.

Sou 2 em 1, ou talvez uma calada faladora.

Faço-me companhia assim. Não fossem estes meus laivos de intromissão a contrariar e acharia que tenho longos períodos de vivência numa bolha gigante.

Gosto de sorrir para as pessoas ou de fazer umas trombas monumentais se por qualquer motivo estas me irritam. Gosto que sintam que estou ali (acho que acabei de descobrir que gosto de ser notada).

Quando rio, rio mesmo…alto e despudoradamente, chocando provavelmente os outros mortais.  
Quando me enervo, é impossível que alguém não note as minhas explosões imediatas…
Quando me zango falo alto, grito (quero eu dizer), mas grito mesmo, com todos os decibéis que a garganta me permite. Geralmente até ficar rouca e num tom que, tal como as gargalhadas, provavelmente choca também os outros mortais.

Sou pouco polida às vezes, mas em contrapartida não me podem acusar de ser pouco  expressiva...sempre é um pontinho a favor.

Hoje senti necessidade de fazer esta observância de mim, talvez porque os balanços não se fazem só em Janeiro, talvez porque hoje é Fevereiro, talvez porque ou porque, ou porque…

E a espaços, conto-vos, bocadinhos soltos de mim, assim, só porque sim!

12 comentários:

Dylan disse...

"há sempre"

Gostei de ler. Acho que também tenho um pouco dos teus tiques...

Ana GG disse...

Dylan, "ma frende"

Há sempre? Pois há! (o quê?)

Fico muito mais descansada, afinal não sou uma marciana....uffffff

Meio Cheio disse...

Não somos todas um pouco assim? Eu pelo menos sou...e de pouco não tem nada...faço-o a toda a hora, por bem por mal...falo comigo com os outros ou com o tecto...falar faz bem...quem não fala é porque não pensa.
Boa semaninha e beijinho*

meldevespas disse...

oh pá eu também me rio alto, muito alto, e canto no carro de janela aberta, e grito desalmadamente (os vizinhos podem testemunhar) e o que vai cá dentro desta cabecinha é melhor nem começar....Jazuz do céu....
Adorei este "balanço".
Beijo grande

cristina passos disse...

Vi-me e revi-me nas tuas palavras,afinal eu também sou um pouco como tu,depende dos dias e depende do lado para que me levanto...conseguiste ir mesmo ao 2fulcro" da questão.

Ana GG disse...

Meio Cheio

Somos todas um pouco assim, pois! E quem não for não está vivo.
Foi um desabafo, uma "observância".
O facto é que falo exageradamente comigo...por vezes chego a preocupar-me.

boa semaninha também para ti
...e beijinho também, ora pois

Ana GG disse...

meldevespas

É precisamente assim que te imagino...heheheheh

Obrigada!
outro beijo

Ana GG disse...

Cristina Passos

Que contente fiquei com a tua visita aqui ao meu tasco! =)))))

Somos todas feitas da mesma massa. Os dias, dão-nos para moderar ou não os comentários mudos...gritar mais ou menos...disparatar impulsivamente em maior ou menor quantidade...
ENFIM...tem dias!

Maria disse...

Talvez porque és Carneiro?? ehehheheh

Uma coisa TU ÉS MARAVILHOSA na selecção musical :)

Ana GG disse...

Maria
Se calhar é mesmo porque sou Carneiro...

Ao menos isso, pelo menos alguma coisinha boa isto tem, mais que não seja para fazer de "telefonia". =)
bjinhos

Maria disse...

Eu não disse, tu és só...deves ser maravilhosa em milhares de coisas, eu é que não tenho o previlégio de conviver mais de perto :)

Beijinho Ana menina do Sul

Ana GG disse...

Minha doce Maria
Ahahahah!!!!!
Estava a meter-me contigo. Quando vieres para os Algarves avisa-me...para termos o privilégio de beber umas bejecas entre risadas e conversetas de Sol.

beijinho Maria menina do centro


obrigada pela visita!

pessoal que gosta de estar a par destas andanças

facebokiANOS a par desta coisa