30 de março de 2009

NÃO OUVIR . VER . FALAR

Como é do conhecimento geral sou professora. Como tal, ando há mais de 3 semanas completamente desnorteada com avaliações de trabalhos práticos e testes e por fim médias de parâmetros e critérios de avaliação para os, perto de, 200 alunos que tenho.
...
Isso não acrescenta nada ao que vou escrever, nem serve de justificação para o facto de andar completamente desinteressada de todos os assuntos que embora também me digam respeito possam ser menos agradáveis.
...
Como é, também, do conhecimento GERAL, diz-se que os professores são uma merda, não merecem qualquer crédito nem respeito e, acima de tudo, não fazem a “ponta de um corno”…já agora podem também acrescentar que na generalidade são uma cambada de ignorantes (BURROS mesmo) que não intervêm de uma forma activa e/ou crítica na procura de soluções para os problemas que os cercam.
...
(UPS...Desculpem esta pequena manifestaçãozinha irónica...escapou-me).
...
Adiante…
...
Por tudo isto e também porque resolvi, nos últimos tempos, enfiar a cabeça na areia (chamem-me cobarde, atrofiada, ignorante…tudo o que lhes der na real gana menos mãe, porque esse é um direito só mesmo do filhote) ando perfeitamente alheada do que se passa neste meu país e, a bem dizer, no resto do mundo. Simplesmente porque estou cansada e não tenho a mínima vontade de me cansar ainda mais. Não tenho lido jornais nem ouvido notícias e tenho fugido a sete pés de todos os textos da blogosfera que abordam tais temas (subentenda-se: política, futebol e todas as outras desgraças alheias, que para desgraças já me bastam as minhas).
Assim sendo, só me premeio com assuntos banais, que não me fazem moer a cabeça e de preferência têm o dom de me esgaçar um sorriso no rosto.
...
E sabem que mais!? Tem-me sabido muito bem!
...
Mantermo-nos na ignorância (por períodos não muito longos) não é um bom princípio mas é muito salutar. Chamem-me nomes mas por favor não se abstenham de o fazer por alguns períodos de tempo, vão ver como se sentem levezinhos, levezinhos…..
...
TENHO DITO!
...
Manifesto da Ana, em primeira mão e directamente do planeta Agostini.

12 comentários:

Anónimo disse...

OLá Ana

Venho de uma família de professores via materna.Minha bisavó deslocava-se de burro até à escola,uma imagem que sempre me encantou.Só os professores sabem o que é ser professor.O resto é ignorância,mais nada.
Olhar o mar do Algarve,o mais bonito do mundo,pintarmo-nos de azul numa aguarela de mestre.Momentos de ouro.Para a semana vou para aí.


rosebud

Pronúncia disse...

Tens toda a razão!

Por vezes temos que nos poupar e acima de tudo temos que nos MIMAR!...

;)

Ana GG disse...

rosebud

Por vezes é mesmo isso. Fala-se imenso sem se fazer uma tentativa para entender o que de facto representa ser professor. Refiro-me aos professores e não aqueles que se limitam a despejar conteúdos nas escolas por onde passam.

Aproveita bem o nosso mar.
Muitas das vezes não lhe dou o devido valor, talvez por ter nascido perto dele.

P.S. Quem és tu rosebud? Por acaso não tens também um blogue por onde me possa passear?
;)

Ana GG disse...

Pronúncia

Acho que nos esquecemos de valorizar os prazeres simples. Não nos poupamos...complicamos a toda a hora e acabamos por viver (quase) sempre angustiados.
Temos que tentar abstrair-nos de vez em quando para preservarmos a nossa sanidade mental.

=)

Al-T disse...

Fazes bem, as coisas "lá fora" nao andam nada famosas, para quê ouvir/ler as desgraças dos outros e às vezes tb nossas?

Vês? Visita de Espanha!!

=)

Ana GG disse...

Al-T

Podes crer, lá fora e cá dentro!

Visita de Espanha...hummmmm...menos mal, para mim que vou voltar a ter um sitemeter muito internacional e péssimo para ti que vais voltar ao trabalho longe da casinha da mamã.

Bom recomeço!
=)

P.S. Amanhã é o meu último dia de trabalho, só volto dia 14. Também tenho direito, não penses que só te cabe a ti.

Al-T disse...

Casinha da mama?

Quem te leia, fica achar que vivo em casa minha mae e que lhe peço opiniao para tudo e mais alguma coisa.

Fico muito longe da MINHA casinha, q coitadinha, fica sozinha tantas vezes...

:P

Ana GG disse...

Al-T
Aiiiii...peço desculpa caro amigo. Pensei que vivias com a mamã. Nos dias que correm é muito normal.
Ok, calculo que raramente lhe peças opiniões ;)

Ok, ok, és um "rapazote" muito independente com a sua alegre casinha, tadinha, que fica tantas vezes sózinha.
:S

Al-T disse...

.........

Agora fiquei a pensar que "falo" como um menino da mama e no entanto, a unica coisa que fiz foi contar a historia da "menina das pulseiras"...

Rapazote é melhor que menino da mama, mas ainda n estou totalmente satisfeito!

:P

Ana GG disse...

Al-T

Nãoooooooooo....
Leio o teu blogue há muito pouco tempo e já encontrei algumas alusões à mamã. Mas não te preocupes que só te fica bem, é sinal que têm uma boa relação.
Tu és menino da mamã e eu sou mamã do menino...falo imensas vezes do meu filhote.

Em termos de comparação és um "rapazote". E lá isso é mau ó homem!?
=)

ANDARILHO disse...

Eu sinto-me nesse alheamento há 2 ou 3 anos nem estou a pensar voltar tão cedo. Para quê?
:)

Ana GG disse...

Andarilho
Eu sei que andas a leste, ou por outra...estás-te nas tintas. Apesar de saber que no fundo, lá bem no fundinho, não estás assim tão alheado...eu sei.

;)


obrigada pela visita!

pessoal que gosta de estar a par destas andanças

facebokiANOS a par desta coisa