23 de setembro de 2010

refeições, comidas, comeres, morfes, paparocas e afins


Cá por casa as coisas complicam-se, nada a que não esteja já habituada, diga-se de passagem.

Estou prestes a enlouquecer com os caprichos da minha pequena família…

O gato Serafim enjoou a comida de gato obrigando-me a ter no frigorífico meia dúzia de latas de sabores variados, todas elas abertas na esperança de que se entusiasme por alguma. O sacana do gato só quer a nossa comida, gostando inclusive de iogurte, de sopa e bolachas integrais. Adora também a comida do cão, atirando-se entusiasticamente à gamela do desgraçado, sempre que a abasteço.  
Por sua vez o cão César, que anda depressivo e a chorar pelos cantos desde a morte do companheiro Óscar, enjoou a comida de cão e atira-se que nem uma marabunta á comida do gato, obrigando-me a fazer um controlo cerrado à gamela do respectivo. A nossa comida…adora, claro está!

O filho, não quer peixe porque é peixe e tem espinhas, não quer costeletas porque têm ossos, não quer legumes porque não sabem a molho de natas, não quer feijão porque é comida de velhos, não quer isto e aquilo e aqueloutro….resumindo, quer mesmo é MASSA, PASTA e PASTA e MASSA.

Com estas esquisitices todas fico sem vontade de preparar a "ração" na hora das refeições e estou muito tentada a fazer umas ligeiras alterações ao esquema alimentar cá de casa…
Talvez passe a dar comida de cão ao gato, comida de gato ao cão, e ao filho talvez ração seca com molho bechamel ou natas para não ficar muito seca, intercalando de cão ou de gato conforme os dias da semana.

É um caso a ponderar seriamente. O mal é estas ideias luminosas me passarem pela cabeça……hummmmmmm

10 comentários:

Anónimo disse...

Não tarda nada, vai haver alguém a engolir o guardanapo e limpar a boca ao bife!

Zé Luís

Ana GG disse...

Zé Luís

Benvindo a esta minha humilde tasca!

Com tanta troca, não me admiro nada...

Storyteller disse...

Eu cá, por cima da ração seca do teu filho deitava-lhe um bocadinho de cebola frita do IKEA...

Ana GG disse...

Story

Acabaste de me provocar uma gargalhada. Obrigada!

meldevespas disse...

Ca em casa tenho um lema...."quando te chegar a fome, comes"
isto porque esta gentinha 8entenda-se filhos, bichos e maridos e isso) n tem fome, n senhora, tem vontade de comer, e por isso andam sempre cheios de caprichos. Desde q a malta toda ca em casa cresceu ate atingir uma idade aceitavel, se n comerem o almoço porque n gostam de peixe, ou legumes ou q for, pode ser q ao jantar comam melhor, ou entao amanha ao almoço. quando chegar a fome...comem.
Beijinho
PS(mas n penses q ganho grande coisa com estas estrategias...;DDD)

Noya disse...

Ana, a partir das 14h30 passa por aquele sítio especial. Tens lá algo dirigido a ti :)

Ana GG disse...

meldevespas

A estratégia não é má de todo, acontece que aqui no burgo já nada disso funciona...são 19 anos de corpinho mal habituado.

Mea culpa! Admito...

Ana GG disse...

Noya

Já lá fui.
Obrigada por teres a coragem de aceitar o "desafio".
Já tens a resposta em forma de post.

:D

Dylan disse...

Para facilitar a vida ao teu filho, proponho que lhe mastigues a comida!

Quanto aos animais, a erva é bom petisco, faz bem ao aparelho digestivo e ajuda as enzimas!

Ana GG disse...

Dylan

Que bera que és!

Mas ele agradecia com certeza.
E comem erva às vezes. Vou ver se os converto...animais vegetarianos é que era.

:D


obrigada pela visita!

pessoal que gosta de estar a par destas andanças

facebokiANOS a par desta coisa